Na assembleia da Famurs, Fetag representa setor produtor de leite

Evento foi realizado em Torres e também teve a participação do prefeito, secretários e vereadora

Líderes sindicais da região - representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) - estiveram, na quinta-feira, em Torres, para participar da Assembleia de Verão da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

O evento reúne prefeitos, vice-prefeitos e secretários das cidades gaúchas. Os sindicalistas, por meio da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), entregaram ao presidente da entidade, Salmo Dias de Oliveira, um ofício que relaciona medidas emergenciais para tentar conter a crise da cadeia leiteira. O presidente do STR de Cruzeiro do Sul e da Associação dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais da Regional Sindical do Vale Taquari, Marco Antonio Hinrichsen, comenta sobre a participação no evento.

"Fomos bem recebidos pelos prefeitos que estavam lá. Estão todos preocupados." Isso sinaliza que, politicamente, a Famurs abraça a causa e assegura apoio aos produtores. "Os agricultores estão nas portas das prefeituras", diz Hinrichsen. Atualmente, 467 dos 497 municípios do RS são produtores de leite. "Como era um evento estadual, participamos em nível de Federação, representando a região." O presidente da regional diz que a Famurs se comprometeu a levar a situação adiante. "Salmo assume nossa bandeira", diz.

"Não adianta realizar um movimento um isolado. Avançamos - o decreto desta semana é um fruto da mobilização", comemora.

 

Perdas com a crise

O prefeito de Forquetinha, Paulo José Grunewald, releva que a perda no município devido à crise do leite chega a R$ 6 milhões em 2017, quase metade do orçamento. Ele é um dos administradores municipais que se fez presente à reunião, em Torres.

Forquetinha é uma das cidades da região mais afetadas pela crise. Para Grunewald é importante buscar apoio político para obter êxito nas demandas apresentadas pelos produtores. Neste sentido, comemorou o apoio da Famurs. "É fundamental nos unirmos para juntos buscarmos soluções concretas."

 

Lajeado representada

A vice-prefeita de Lajeado, Gláucia Schumacher, participou da Assembleia Geral de Verão. Ela foi parte de um painel do Movimento Gaúcho de Mulheres Municipalistas e discutiu o assédio moral no serviço público. "É uma grande honra falar de um tema tão importante para as mulheres ao lado de lideranças femininas relevantes do nosso Estado", diz. "Além disso, um evento como este da Famurs é muito importante para que os municípios compartilhem suas experiências e possam juntos ver como melhorar a vida dos nossos cidadãos. É nos municípios que a vida das pessoas acontece."

 

O evento

O evento da Famurs teve início na manhã da quinta-feira. O encontro reuniu cerca de 450 gestores municipais - entre prefeitos, vice-prefeitos e secretários -, na Sociedade Amigos da Praia de Torres (Sapt), no litoral gaúcho. Nesta edição, o tradicional encontro de gestão municipal tem como tema "A mudança nas mãos dos município". O objetivo é promover um debate amplo sobre as dificuldades que as cidades gaúchas vêm enfrentando em decorrência da crise financeira e as perspectivas para alavancar o municipalismo.