Programa estimula produção orgânica

Ações desenvolvidas buscam garantir sustentabilidade às propriedades e criar nova fonte de renda

Os agricultores estão atentos à demanda por alimentos mais saudáveis e a produção de orgânicos torna-se uma importante fonte de renda no meio rural. De olho no crescimento do setor, a secretaria da Agricultura em parceria com a Emater criou um programa para fortalecer o cultivo e ter novos canais de venda dos produtos.

Segundo o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Pedro Adair Groders, este é um setor que pode crescer muito. “Os consumidores estão cada vez mais preocupados com a origem dos alimentos e os nossos produtores estão atentos à isso”, destaca.

Uma das famílias a apostar no cultivo orgânico é o do jovem Anderson Bald, de São Vitor. Ele integra a Organização de Controle Social (OCS) - Orgânicos do Vale, um grupo de seis famílias de Lajeado, Forquetinha e Cruzeiro do Sul, o qual recebeu recentemente o certificado do Mapa, no qual é atestada a produção livre de agrotóxicos.

Com um pomar de 200 pés de figo, o qual inicia a produção em dois anos, Bald traça estratégias para promover a venda e beneficiar as frutas. “Notamos que, cada vez mais, o pessoal da cidade procura os produtos livres de contaminantes”, analisa. “É assim que tenho trabalhado no meu pomar, realizo podas, coloco cobertura verde e adoto outras técnicas para um cultivo limpo”, comenta.

Um dos projetos para o futuro é construir uma agroindústria para iniciar a fabricação de schmiers e geleias. A família também de dedica á produção de leite, cuja média por mês alcança 900 litros. 

Mercado promissor

Conforme o prefeito Paulo José Grunewald, a produção de alimentos livres de agrotóxicos é promissora e poderá no futuro fortalecer a economia familiar e do município.

Destaca a parceria estabelecida com a Emater para intensificar a orientação técnica, buscar novos canais de venda e tentar conscientizar as pessoas dos males causados pela ingestão de alimentos cultivados de forma convencional. “Vamos criar uma feira do produtor para garantir o acesso aos produtos mais saudáveis”, destaca.

A cultivo de orgânicos iniciou faz dez anos em uma propriedade de Neu Deutschland, onde a família Quinot substituiu o cultivo de tabaco de forma convencional. Hoje mantém 40 mil pés no sistema orgânico.

Sustentabilidade

 De acordo com o chefe do escritório local da Emater/RS-Ascar, Arthur Eggers, é preciso cada vez mais destacar os benefícios de quem consome produtos orgânicos. “Além de serem mais saudáveis, trazem equilíbrio ao ambiente, uma vez que não são mais aplicados agrotóxicos ou adubos químicos”, entende.

Para Eggers, o futuro é promissor, pois as pessoas estão dispostas inclusive a pagar mais pelo produto cultivado sem venenos. “Aos poucos criamos um estilo de vida, onde se leva em conta a qualidade daquilo que se consome, sem ter qualquer tipo de ameaça à saúde”, afirma.