Iniciam aulas de hidroginástica no Complexo Vida Saudável

Prática melhora as condições físicas e auxilia na prevenção de doenças. Pacientes elogiam programa

A hidroginástica é o exercício ideal para todas as faixas etárias, pelo fato de oferecer baixo impacto nas articulações. Enquanto ao se exercitar em uma academia as chances de lesão aumentam, muito em função do peso excessivo dos aparelhos, dentro da piscina a ocorrência é reduzida quase a zero.

No município a prática é oferecida aos pacientes com necessidade de tratamento especial, recomendado por especialistas. Conforme a professora de Educação Física, Mariel Machado Melo, os exercícios na água diminuem o risco de desenvolver doenças crônicas, como diabetes, melhoram a saúde cardiovascular e o condicionamento físico. “A cada braçada e chute, é uma sessão de treinamento intenso de resistência. Tonifica quadris, tronco, braços, ombros e pernas”, explica.

A pressão da água sobre o corpo ajuda na queima de calorias, no ganho de massa muscular e acelera o metabolismo. Segundo Mariel, a hidroginástica é recomendada para quem tem problema de asma, irritações nas vias respiratórias, de peso, limitações físicas ou sofreu algum tipo de acidente. “As aulas diminuem o estresse e aumentam o disposição”, comenta.

A exposição à água na temperatura de 28 a 30 graus previne lesões, traz sensação de conforto, auxilia no controle da pressão arterial, melhora o condicionamento físico e cardiorrespiratório.

Para a secretária da Saúde, Habitação e Assistência Social, Heidi Grunewald o projeto ajuda a melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Muitos precisavam do tratamento, mas a distância e os custos limitavam. Aqui as aulas são gratuitas, com profissional capacitada. Além de tratar, ajuda a prevenir muitas doenças”, resume.  

“É uma forma de se exercitar”

Luciano Scheibe, 58, de Vila Storck, fez cirurgia bariátrica para reduzir o peso. Sem conseguir praticar exercícios na academia, o médico recomendou a hidroginástica como uma forma de praticar alguma atividade física. “Na água consigo me exercitar sem impacto nas articulações. Sofro de osteoartrose, que limita meus movimentos. Este projeto veio na hora certa”, comemora.

A hidroginástica era uma recomendação médica para a dona de casa Dalva Muxfeldt, 61, da Vila Haas. No entanto, a distância e o custo nas clínicas de Lajeado, impediam o tratamento. Ela sofre de artrite e artrose nos joelhos e na coluna, hérnia de disco, fez cirurgia nas mãos e recentemente em um acidente doméstico, rompeu os tendões nos braços. “Me sinto muito melhor após as aulas. Além de ser perto de casa, ajuda na minha recuperação”, observa.

Para saber

As aulas ocorrem todas as quartas-feiras, a partir das 14h30min, com duração de 45 minutos. As inscrições podem ser feitas diretamente com a professora nas segundas e quartas-feiras de tarde e noite ou nas quintas de manhã.

Fotos Maiara Born/Divulgação Prefeitura de Forquetinha
Texto – Giovane Weber/FW Comunicação - Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Forquetinha