Sem acostamento, construção de calçada deixa trecho mais seguro

Obra na rodovia ERS-424 será feita com recursos próprios. Usuários elogiam projeto

“É a obra mais importante realizada pela administração. Quem precisa se deslocar pela rodovia sabe que não existe espaço para pedestres e o risco de acidente é muito grande devido ao movimento intenso de veículos e caminhões”, observa o agricultor Paulo Nicolai, de Bauereck.

Semanalmente ele utiliza o trecho para ir até o centro e praticar exercícios físicos com a bicicleta, recomendados pelo fisioterapeuta após sofrer um acidente de trânsito. “É louvável o município assumir uma responsabilidade do Estado. Com a calçada teremos um espaço seguro. Sem o acostamento somos obrigados a descer do asfalto e entrar na capoeira para evitar sermos atropelados”, comenta.

As obras de construção da calçada começaram esta semana e serão executadas nas margens da rodovia ERS-424, desde a ponte nova sobre o Arroio Alegre, até o Parque de Exposições Christoph Bauer.

“Manter a segurança é nossa obrigação”

De acordo com o secretário do Planejamento Vianei André Noll, a calçada terá uma extensão de 1,7 mil metros e 3,4 mil metros quadrados. Justifica o projeto tendo em vista o perigo oferecido no trecho, inclusive com duas mortes registradas nos últimos anos.

“Mesmo sendo um trecho de domínio do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer/RS), temos o interesse e a obrigação de manter a segurança de nossos munícipes”, afirma.

A obra será feita em duas etapas, sendo que nesta primeira o valor aplicado, com recursos próprios, alcança R$ 298.880,86. Segundo Noll o município solicitou autorização ao Estado e ao Daer para poder construir a calçada.
“Sabemos que o governo estadual não dispõe de recursos e na época da solicitação não tinha interesse em atender nosso pedido”, explica.

A meta é concluir os trabalhos em 90 dias.

Lâmpadas de LED

Na segunda etapa o Executivo fará a instalação de lâmpadas de LED, cujo projeto está em fase de elaboração. “Com isso é possível se deslocar pelo trajeto no período da noite, seja para exercícios ou voltar do trabalho. Hoje o trecho está na escuridão o que aumenta o risco de acidentes”, finaliza.

Foto etexto Asssessoria de Comunicação da Prefeitura de Forquetinha