Palestras e visitas alertam sobre os perigos da dengue

Secretaria da Saúde orienta população a redobrar os cuidados e intensificar ações de prevenção

As agentes comunitárias de Saúde em parceria com a agente de epidemias Jaqueline Seibel percorreram diversos locais na área central para alertar a população da importância de ajudar no combate.

“É nos detalhes que podemos fazer a diferença. Precisamos ensinar e educar as pessoas para que no futuro tenhamos resultados mais efetivos”, destaca.

Também foi feito um trabalho com todas as turmas da Escola Municipal de Ensino Fundamental João Batista de Mello. Segundo Jaqueline, o objetivo é evitar o desenvolvimento de larvas e possíveis casos de pessoas infectadas. “Todos precisam ajudar e assim mantemos a cidade livre do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya”, afirma.

De acordo com Jaqueline, o mosquito Aedes demora, em média, 7 dias para nascer. Destaca a importância de verificar e limpar semanalmente os locais que geram acúmulo de água e possam servir para o inseto proliferar.

Ajude

- Não jogue lixo em terrenos baldios;

- Elimine água de pneus velhos, copos, potes, vidros e demais vasilhas;

- Tampe poços, tambores e reservatórios;

- Preencha pratinhos dos vasos de flores com areia;

- Observe se lonas e plásticos utilizados para tapar materiais não têm água acumulada.

Sintomas

Dengue - febre alta com início súbito; dor de cabeça; dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles; perda do paladar e apetite; náuseas e vômitos; tonturas; extremo cansaço; manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores; moleza e dor no corpo e muitas dores nos ossos e articulações.

Chikungunya- febre acima de 39 graus, de início repentino, e dores intensas nas articulações de pés e mãos - dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

Zika - dor de cabeça, febre baixa, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. Também pode apresentar diarreia e sinais de conjuntivite. Pode causar malformação no feto durante a gestação (microcefalia).

Fotos e texto Giovane Weber/ FW Comunicação - Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Forquetinha